ETIQUETAS

ACDS - ACONTECEU...- AÉREO - AGRICULTURA - ANO da CRIANÇA - APELIDOS - ARQUITETURA - ARTISTAS - AVENTURA na MADEIRA BACALHAU em ALMADA - BARBEIRO - BATIZADOS BATIZADOS - BERNARDO FRADE - BOMBEIROS - BOMBEIROS ATIVIDADES - BOMBEIROS NATAL 2010 - BOMBEIROS QUARTEL - CAÇADA - CANJA de CORNOS - CAPEIAS - CAPELAS - CARDEPES - CARNAVAL - CARRO DE VACAS - CARTEIROS - CASAMENTOS - CASTANHEIROS - CEGONHAS - CEMITÉRIO - CENTRO PADRE MIGUEL - CHAFARIZES E FONTES - CICLISMO - COMERCIO/EMPRESAS - COMUNHÃO - COMUNHÃO - 1994 CÓNEGO CARVALHO DIAS - CONFRARIAS - CONTRABANDISTAS - CONTRABANDO - CORTEJO DE OFERENDAS - CRISTALINA - CRISTO-REI - CRUZEIROS - DEMOGRAFIA - DIA DO CORPO DE DEUS E DIA DAS COMUNHÕES - DOMINGOS GRENCHO - DR. ARMANDO GONÇALVES - EMIGRANTES em LISBOA - Eng. ENGRÁCIA CARRILHO - ESPÍRITO SANTO - EURICO GOMES - FALECIMENTO - FESTAS 2011 FONTE MESTRE - FORCÃO - FORTE - FRED dos SANTOS - FUNDO LUGAR - FUTEBOL - GLOBAL - IGREJA - INVERNO - IRMÃ ISABEL - JOÃO CARVALHINHO - JOÃO DOS NAMOROS - JOÃO NABAIS - LAMEIRO DE SOITO - localização - M. J. BARBOSA - MAJOR CARRILHO - MALHA - MANUEL MEIRINHO - MANUEL MONTEIRO - MATANÇA - MENIEGE - MUSEU - NATAL 2012- NATAL- NEVE - ÓBITOS - PADRE ANTÓNIO - PADRE JOÃO DOMINGOS - PADRE MANUEL - PADRE MÁRIO - PADRE MIGUEL - PANORÂMICAS - PASSEIOS DE MOTAS - PASSOS - PRAÇA - Prof. PERLOIRO Prof. TORMENTA - Prof. TORMENTA - RANCHO FOLCLÓRICO - RANKING - RELVA - RETIRO - RIBEIRA DA GRANJA - RITO - ROBALBO - RUAS - SANTA INÊS - SANTO AMARO - SANTO ANTÓNIO - SAPATEIRO - SARDINHADA - SENHORA DA GRANJA - Sto AMARO - TI BENEDITA DO LOTO - TI CÉSAR - TI CORDAS - Ti EMÍLIA - TI EUGÉNIO - TI JOÃO DOS FÓIOS - TI LOPES - TI LOTO - Ti MANUEL PECHI - TI PASSABE - TI PIEDADE CARDEPA - TI ZÉ CARVALHO - TONINHO OLIVEIRA - VALE - VISTA AÉREA - ZÉ FERREIRO ZÉ NABEIRO -

terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

Ruas do Soito e sua evolução no SÉc.XIX .



Ruas do Soito e sua evolução no sec. XIX

Através da análise dos Assentos de Óbitos do Soito entre 1860 e 1900 podemos reconstituir a evolução urbanística neste período.
Sabemos que o Soito dispunha de um “FORTE” ( Padre Hipólito- in “Memórias Paroquiais” de 1758), em muito mau estado de conservação. Desconhecemos se o referido “Forte” tinha apenas uma função militar ou, se além desta, existiram também no seu interior casas e moradores. Desconheço também a data da primeira numeração das casas.
Assim:

Ponto Um - 
Entre os anos de 1860 e 1863 apenas faleceram pessoas em casas numeradas da Rua Primeira, da Rua do Meio, da Rua Segunda e da Rua Terceira.
NB. -O critério da primeira numeração das casas parece ter sido o de começar a  numeração pela Rua Primeira, terminando na Rua Terceira de forma seguida; Posteriormente as novas casas iriam recebendo números, continuando a numeração já existente, à medida que iam sendo construídas e habitadas;
Nota – Ver em soitoimagens -Falecimentos (A.O. dos anos  de 1860 a 1863).

Ponto Dois - 
Entre os anos de 1864 e 1875 o pároco apenas regista nos assentos de óbito o numero da casa onde a pessoa faleceu omitindo o nome da Rua.
Nota- Ver em soitoimagens -Falecimentos (A.O. dos anos de 1864 a 1875).

Ponto Três - 
Entre 1876 e 1890 o pároco da freguesia volta a referir nos assentos de óbito o número da casa e a rua onde a pessoa faleceu, surgindo novas Ruas.
Assim, neste período, faleceram pessoas na Rua da Menieje,(casa onde morreu o pároco da freguesia-João António Monteiro), Rua do Pereiro, Rua da Fonte, Rua do Forte, Rua do Valle, Rua da Macieira, Rua do Aidro (ou Adro), Rua do Meio, Rua do Poço, Rua da Carreira, Rua da Praça, Rua de São Modesto, Rua do Canisso, Rua do Forno, Rua do Fundo (Lugar?), Rua da Veiga, Rua da Misericórdia, Rua do Curro( ou Corro?) e Rua da Moreira.
Nota- Ver em soitoimagens- Falecimentos (A.O. dos anos de 1876 a 1890).

NB. Neste período podemos concluir que a Rua Primeira deu origem à Rua do Pereiro;
A Rua do Meio continuou e ainda hoje existe com esse nome. Desapareceram as referências às Ruas Segunda e Terceira, as quais seriam as Ruas que sobem a partir do Fundo Lugar em direção à Igreja e desta em direção ao cemitério ou vice-versa. É de notar que estas ruas (Primeira/Rua do Pereiro, Segunda e Terceira, correspondem ao trajeto tradicional das procissões nas festividades religiosas, e constituiriam o núcleo habitacional mais antigo do Soito, - excluindo o caso do “ Forte” que pode muito bem ter sido um “Castro Lusitano” e o núcleo primitivo da ocupação humana do lugar. Podemos concluir também que terá sido na segunda metade do século XIX que se deu a grande expansão da freguesia construindo-se casas em novas direções como a do Valle e a ocupação intensiva do Forte onde nos aparece uma casa com o número 1200. É de referir, - conforme nos revela o nosso ilustre Ti Carlos no seu Site Ticarlosnet- que em “1877.10.28 ,uma Postura Municipal obrigava os proprietários a numerar as suas casas até 20 de Dezembro, sob pena de multa”.

Ponto Quatro - 
Entre 1891 e 1900 o pároco passou a identificar apenas o nome da Rua onde a pessoa faleceu omitindo o número da casa, onde além das ruas referidas no ponto 3. se referem  ainda casas na Rua do Cavacal, Rua do Espirito Santo, Rua da Igreja e Rua de Santo Amaro.
Nota- Ver em soitoimagens- Falecimentos (A.O. dos anos de 1891 a 1900).
NB. O TiCarlos refere no seu Site que –“Um Decreto de 29 de Março de 1900 impunha a numeração das casas e a Postura Municipal de 13 de Agosto, em cumprimento daquele Decreto, manda numerar as casas do concelho em condições de serem habitáveis”.

Fevereiro de 2017
FAMM/ F. Carrilho

1 comentário:

  1. Boa noite!
    Faço uma árvore genealógica da família Simões de Vilar Maior. Dos 9 irmãos, um deles Bernardo Simões~(30.08.1858 - ?) casou com Ti Clemência e teve 3 filhos: Manuel, Maria e Ana Simões. Os filhos foram viver para o Soito onde faleceram. Diz-se que Manuel era professor, não sei. Fala-se também de uma prima Salete. Os primos saíram do Soito e foram viver para Lisboa. Sabe-me fornecer algum contacto deles? Ou informações sobre a família? Caso um dia fossem ao cemitério podiam recolher dados e fotografar as sepulturas para poder ficar com fotos destes meus primos? Grato!

    ResponderEliminar